Nova Zelândia apresenta alguns dos melhores vinhos do mundo na ExpoVinis Brasil

País levará 15 vinícolas nos dias 14, 15 e 16 de junho a Expo Center Norte, em São Paulo. Evento é o maior do segmento em toda a América Latina.

São Paulo, maio de 2016 - Reconhecida como produtora de alguns dos melhores vinhos do mundo, a Nova Zelândia participa pela primeira vez da ExpoVinis Brasil. Representantes de 15 vinícolas neozelandesas estarão na feira com mais de 25 rótulos. O evento é considerado o mais importante do setor na América Latina e está marcado para os dias 14, 15 e 16 de junho em São Paulo.

A produção de vinhos da Nova Zelândia alcança níveis de excelência graças ao profundo comprometimento dos produtores com a qualidade e pelas condições naturais que o país oferece à cultura de uvas. As 700 vinícolas neozelandesas ocupam territórios em latitudes apropriadas, expostos a longas horas de sol, brisa marítima e noites frescas, que permitem períodos extensos de maturação. É o cenário ideal para o desenvolvimento da acidez e do equilíbrio das frutas.

Inicialmente focado na produção de Sauvignon Blanc e Chardonnay, o país passou a usar a diversidade de solos como aliada para a expansão de produtos. Hoje a Nova Zelândia exporta para 90 países do mundo variedades que vão desde o Pinot Noir, Merlot e o Cabernet Sauvignon até exemplares de Pinot Gris, Syrah, Riesling entre outros. Cerca de 95% dos produtores têm certificado de produção sustentável que garante o envolvimento das comunidades e o respeito ao meio ambiente.

“A Nova Zelândia é consagrada por produzir atualmente alguns dos melhores Sauvignon Blanc e Pinot Noir do mundo. A uva Sauvignon Blanc estabeleceu um padrão internacional para o estilo que hoje representa 66% da produção do país. Mas nossa participação promete ir além. Queremos mostrar que o país está muito mais próximo do que os brasileiros imaginam e que estamos de braços abertos para que eles explorem nossas oportunidades ligadas à viticultura”, comenta Ralph Hays, Cônsul Geral do país em São Paulo.

Viagem para os cinco sentidos

Durante a ExpoVinis Brasil a Nova Zelândia apresentará lançamentos e edições especiais de importantes vinícolas do país, representadas no Brasil por duas grandes importadoras nacionais: Premium e Decanter, além da própria vinícola Yealands. Os visitantes da ExpoVinis terão acesso também a palestras e degustações preparadas para a ocasião. Um dos grandes destaques é o anúncio da parceria entre a Yealands e a Vinho&Ponto que, juntas, passarão a distribuir sete novos rótulos no mercado brasileiro: 3 Stones (Pinot Noir, Pinot Gris e Sauvignon Blanc) e Crossroads (Sauvignon Blanc, Pinot Noir, Chardonnay e Syrah).

Já a Premium levará à feira mais de 15 rótulos de 13 diferentes vinícolas. Destacam-se: Neudorf Moutere Chardonnay, um dos melhores produzidos na ilha sul do país; Pegasus Bay, produzido em uma vinícola familiar, especializada em Rieslings e o Stonyridge Larose, considerado o vinho cult da Nova Zelândia, produzido em Waiheke – ilha onde as condições climáticas e de solo são ideais para produzir tintos ao estilo de Bordeaux.

A Decanter apresentará os vinhos da Craggy Range produzidos em Martinborough, um distrito de Wairarapa e também em Hawke's Bay, a 2ª maior região produtora do país. A vinícola produz apenas vinhos single vineyard e parte dos 32 rótulos da Craggy Range estarão na ExpoVinis Brasil. Na lista estão os aclamados The Infamous Goose Sauvignon Blanc, Cupids Arrow e Te Muna Road Pinot Noir, Sophia e Gimblett Gravels Syrah.

Além de conhecer mais sobre os vinhos neozelandeses, os participantes da ExpoVinis Brasil poderão conferir uma atividade imersiva de 360 graus em 3D, que simulará uma viagem por algumas das vinícolas da Nova Zelândia. O passeio sensorial foi desenvolvido pela empresa neozelandesa Resonate Ltd. Já a Tourism New Zealand lançará pacotes turísticos com maratonas em regiões produtoras e opções de passeios gourmet em circuitos pequenos para carro ou bicicleta.

Voltar ao início