Nova Zelândia amplia oferta de cervejas para o mercado brasileiro

Desde outubro de 2016, os brasileiros brindam a chegada ao país de duas das mais tradicionais marcas de cervejas neozelandesas: Monteiths e Tuatara. Comercializadas por meio do Clube do Malte e WBeer, a novidade reforça o posicionamento da Nova Zelândia como uma referência em exportação de lúpulos especiais.

Quatro rótulos inéditos da Monteith, cerveja que brinda o mundo com seus sabores inconfundíveis desde a segunda metade do século 19, foram disponibilizados aos assinantes do Clube do Malte. Monteith’s Doppel Bock, composta por seis maltes diferentes; Monteith’s American Pale Ale, do consagrado estilo norte-americano com um toque neozelandês; Monteith’s IPA, produzida com lúpulos especiais da Nova Zelândia e que mistura sabor afrutado e amargo; e a refrescante Monteith’s Summer Ale, com seu ar cítrico e uma mescla harmoniosa de pinhão e mel.

Já a marca de cervejas que revela ao mundo o nome de um réptil encontrado na Oceania, Tuatara, será oferecida aos assinantes da WBeer em dois rótulos: Tuatara Aotearoa Pale Ale e Tuatara Sauvinova. Produzida com 100% de lúpulos cultivados na Nova Zelândia que oferecem um novo perfil de sabor intenso, a emblemática Pale Ale da Tuatara possui excelentes avaliações no site ratebeer. Já a Sauvinova é um Single Hop, cerveja composta por apenas um lúpulo. Recebe esse nome devido ao famoso varietal de lúpulo Nelson Sauvin. Apresenta notas de groselha, abacaxi e grapefruit.

 

 

 

 

Voltar ao início