Sauvignon Blanc Day é celebrado com degustações e anúncio de novidades

 

No dia 4 de maio a Embaixadora da Nova Zelândia, Caroline Bilkey, reuniu em sua residência, em Brasília, profissionais da gastronomia e convidados para celebrar o Dia Internacional do Sauvignon Blanc. O evento que promove as consagradas uvas brancas da terra Maori contou com palestra de Jorge Lucki, autoridade em vinhos que compartilhou os aprendizados de sua recente visita ao país da Oceania. Sérgio Pires, diretor da Associação Brasileira de Sommeliers do Distrito Federal (ABS-DF), ao lado de Wasim Mir, Encarregado de Negócios da Embaixada do Reino Unido no Brasil, e Siew Fei Chin, Encarregada de Negócios da Embaixada da Cingapura no Brasil, estiveram entre os presentes.

Além da degustação de rótulos produzidos com uvas cultivadas em solo neozelandês, a ocasião foi marcada pelo anúncio do primeiro road show de vinhos da Nova Zelândia no país. Organizado pela New Zealand Trade and Enterprise (NZTE), agência internacional do governo neozelandês para o desenvolvimento de negócios, em parceria com a Associação Brasileira de Sommeliers, o evento contemplará 10 cidades em sete estados brasileiros, além do Distrito Federal, no período de maio a novembro. São elas: Belo Horizonte, Brasília, Campinas, Curitiba, Fortaleza, Florianópolis, Rio de Janeiro, Recife, São Paulo e São Carlos.

Dirigido a Sommeliers associados da ABS o road show oferecerá uma experiência inédita de aprendizado e degustação de rótulos do país que figura entre os principais produtores do chamado novo mundo dos vinhos. Para mais detalhes e inscrições, os interessados devem entrar em contato com a ABS de sua cidade.

Como uma nação relativamente pequena e com clima perfeito para o plantio de uvas, a Nova Zelândia se beneficia de vantagens naturais para produção de vinhos distintos e de altíssima qualidade. Características como vinhedos com no máximo 130 quilômetros de distância do mar, e as diferenças marcadas entre as temperaturas do dia e da noite encontrados em muitas regiões favorecem o amadurecimento mais lento das uvas, resultando em sabores puros, intensos e variados. O solo, de origem sedimentar com subsolos de boa drenagem e camadas que variam de argiloso, pedregoso e arenoso, fornece a base da elegância e do poder dos vinhos neozelandeses, reconhecidos por seu equilíbrio, estrutura e harmonização com pratos diversos.

 

Sobre a New Zealand Trade & Enterprise (NZTE)

A New Zealand Trade & Enterprise (NZTE) é a agência para o desenvolvimento do comércio internacional da Nova Zelândia. Sua atividade principal é oferecer suporte para que os negócios do país gerem alianças estratégicas e fomentem relações comerciais em nível internacional. Por meio de uma rede de mais de 55 escritórios, a NZTE conecta os empreendimentos da Nova Zelândia ao mundo, compartilhando oportunidades, conhecimento, experiência e contatos. Para mais informações acesse: https://www.nzte.govt.nz

 

Vinhos da Nova Zelândia na rede

http://www.nzwine.com/ 

Twitter - @nzwine

Youtube – youtube.com/user/NZWinegrowers 

Instagram – @vinhosnz 

Voltar ao início